ANTIPROGRAMA (VOL. 2) # 01: Início da Campanha “Cale a boca no CINEMA!!!”

O Antiprograma (e, com sorte, o Antigravidade) entra numa nova fase! A partir de agora, teremos programas mais curtos e menos bagunçados… mesmo se esta versão ainda tem mais de uma hora de abobrinhas! Calma, estamos aprendendo a ser mais diretos…

Nesta edição, falamos do Universo Cósmico da Marvel, nos assustamos com uma operação de mudança de sexo na Legião dos Super-Heróis, detonamos o seriado Madmen, analisamos a leitura dos quadrinhos pelo computador, elogiamos a série “REINALDO Sombrio”, discutimos porque os gibis andam tão caros e iniciamos a campanha social mais importante do ano: “CALE A BOCA NO CINEMA” (e sobraram xingamentos até pro cine Belas Artes!).

Acompanhe Maurício Muniz, Benedito Nicolau, Marcelo Fernandes e Alvaro Omine em mais uma seção de nerdice bem-humorada.

Ouça o Antiprograma clicando na janela abaixo ou baixando o arquivo em MP3 clicando AQUI!

ATENÇÃO: Se quiser apenas conferir o início da Campanha “CALE A BOCA NO CINEMA!”, ela começa aos 50 minutos do programa.

Ouça, divirta-se e deixe seus comentários, sugestões e palavrões aí embaixo!

AVENTURA? SUSPENSE? EMOÇÃO? ASSISTA AO TRAILER ABAIXO:

8 comentários sobre “ANTIPROGRAMA (VOL. 2) # 01: Início da Campanha “Cale a boca no CINEMA!!!”

  1. Já estou “brandindo” a idéia: VAMOS PARAR COM P****** NO CINEMA!

    PS: Valeu pela dica, Benê. Justified é do CA*****!!!

  2. Bene
    Eu gosto do Justified e do Mad Men. Trabalhei numa multinacional, sou heterosexual; e gostei de Lost.O bom destes dois seriados é a construção dos personagens, são dois seriados que em pouco tempo me fazem gostar dos personagens, me importar com eles. E Maurício, eu amo a Cristina Hendricks.
    Alvaro, não estou certo, mas acho que o Macloud/Macmillan/e Columbo passaram primeiro na Record.
    Eu também gosto muito da linha Cósmica da Marvel, sou fã de carteirinha do Nova e do Starlord .
    E o Surfista Prateado voltou a ser o arauto do Galactus porque este retirou todas as emoções do Surfista, transformando-o num Dexter Prateado.
    Leio muito quadrinho on-line, e ler numa tela não deixa nada a desejar ao papel. É claro que leio numa tela de 90 polegadas(no trabalho); mas quando a estória vale espero o encadernado e compro para a coleção.
    Meu filho adora o Megamente( vi umas 20 vezes com ele), só perde para o rei Leão(umas 50 vezes).Ele chega a repetir trechos dos dialogos, e adora intercalar a versão dublada e legendada.
    Parabéns pela iniciativa da campanha. Como um nerd velho me solidarizo com vocês.
    Como ultimamente estou acompanhando meu filho no cinema do shopping, costumo ir a tarde durante a semana. Há poucas pessoas, mas a diversão é garantida. Nada é melhor do que assistir desenhos na telona, acompanhado por várias crianças delirando, gritando e torcendo pelos seus personagens. Mas escutar dondocas fofocando no celular, não dá para aguentar.

    Gostaria de sugerir a série “Insecurity”, uma série canadense que satiriza todas as séries de espionagem atuais e passadas( Jack Bauer, Chloe, 99 e Maxwell Smart).Muito engraçada, e pouco conhecida.
    E não recomendo “Mad Dogs”, uma série inglesa com os atores do “Life on Mars”(Jonh Simm,.Philip Glenister) è uma mini-série em quatro episódios sobre 5 amigos que se encontram numa ilha para lembrar dos velhos tempos; mas acontecem assassinatos que perturbam a relação deles. O começo é muito promissor, mas acaba sendo arrastado e o final não me agradou.

  3. Gostava quando era mais longo (epa) mas nesse formato eu consegui ouvir tudo num dia só, na ida e volta do trabalho.

    Totalmente de acordo com a campanha pra ficar quieto no cinema. Posso dar uma sugestão? Ok, aqui vai ela, mesmo assim: criar um banner ou um selo pra ser posto nos blogs que aderirem à campanha, com os dizeres CALE A BOCA NO CINEMA. Conheço sites que mantêm selos assim no topo de suas páginas há anos, e isso seria legal pra conscientizar as pessoas a encarar isso como falta de educação e filha-da-putice. Se cada vez que o cidadão entrar no site ele der de cara com um banner ou selo com essa frase, talvez um dia ele entenda que tem gente que vai lá pra assistir ao filme, não pra fofocar.

    Eu, pessoalmente, desisti do cinema. Adorava, ia desde pequeno, vi ET, Indiana Jones 3, De Volta Para o Futuro 2, Exterminador do Futuro 2, Pulp Fiction, tudo na telona, pra terem uma ideia. Foram experiências inesquecíveis, principalmente Pulp Fiction, onde o chão tremia de tanto que a plateia ria. Jamais ri tanto em outro filme como nesse, e vendo-o sozinho, não acho tanta graça. É isso que está se perdendo: a experiência de ver o filme com outras dezenas de pessoas, todas tendo a mesma sensação de se desligar da realidade e entrar em outro mundo, mesmo que por apenas duas horas. O déficit de atenção está tão disseminado pelo público que ele não é capaz de esquecer da vida lá fora por 10 minutos, ou até menos.

    Hoje em dia, com uma internet boa, uma TV full HD, um bom home theater com cabos HDMI, e sabendo onde procurar, você acha filmes com qualidade máxima e pode assisti-los na tranquilidade de seu lar, sem encheção de saco nem celular tocando. As últimas vezes que fui ao cinema foi pra ver Watchmen e Avatar, depois disso baixei tudo o que eu queria ver, em 1080p, porque não tenho saco mais pra aguentar gente mal-educada. Se for pra voltar de mau humor, melhor nem sair de casa. Prefiro esperar um pouco até sair em blu-ray.

    Na sessão de Watchmen, um cara do meu lado mandava mensagem durante a cena em que Nite Owl e Silk Spectre davam porrada naqueles bandidos do beco. Porra, se fosse uma cena de conversa, eu até entenderia, mas o cara não olha pra tela nem em cena de luta, com osso quebrado, sangue espirrando, golpe de kung fu?! Que diabos um cara desses foi fazer no cinema? E olha que a sessão começou às 22:00h, não era no meio da tarde. Outra história absurda: numa sessão de Asterix e Cleópatra, havia uma família atrás de mim com uma pizza inteira. Repito: UMA PIZZA INTEIRA NA CAIXA!

    Enfim: enquanto existir essa noção de que o cinema é uma extensão da sala de estar de cada um, eu prefiro ficar em casa.

  4. Só agora pude assistir a segunda parte do antiprograma 17.

    “Bite me” é uma webserie em 5 partes, sobre 3 amigos viciados em jogos(principalmente o Dead Rising 2) que acabam no meio de uma infestação zumbi. É engraçado comparar o dia a dia normal deles, onde são desprezados por todos, e no final eles são os únicos preparados para isso. Aguardandoo desde já a segunda temporada.

    Quero também recomendar “Pionner 1”, a primeira série feita exclusivamente para distribuição online (Bitorrent).Gastando U$6000,00 no piloto, é uma série que lembra os bons episódios de Arquivo-X.
    Na série, um UFO orbita a Terra deixando um rastro de radiação até se espatifar no Canada, próximo a fronteira com os EUA. Um grupo de agentes do FBI, ajudam as autoridades canadenses a investigar o fato e acabam descobrindo que o UFO é uma antiga nave soviética (dos anos 80). Descobrem também um adolescente, usando o que parece ser uma roupa de cosmonauta russo. Envenenado por radiação, desidratado, e em péssimas condições físicas, ele é disputado pelos dois governos. Cabe ao agente Taylor decidir o destino do garoto, que alega ser filho de cosmonautas que estão vivendo em Marte.
    Foram produzidos 2 episódios, mais 4 estão em pré-produção. Estão previstas 4 temporadas de 6 episódios. A produção dos episódios é feita a partir de doações dos fãs.

    Me lembra um pouco a premissa do Iron Sky (http://www.ironsky.net/site/).
    Onde os nazistas fogem da sua derrota na WWII, constroem uma base secreta na lua, e aguardam para mostrar a sua terrível vingança. Imaginem o estrago que uma raça de arianos sedentos de sangue, com a vantagem tecnológica de 30 anos na frente do mundo (em genética e informática) fariam. Quem precisa de alienígenas?

  5. Sim, Trigo.
    Essas séries detetivescas passaram na Record, também.
    Na Tupi, também passava outras séries no mesmo programa “Os Detetives”.
    Como Banacek, Matlock, Paula Prentiss.

  6. 4 minutos fodásticos de ‘Lanterna Verde’:

    Sinestro, Oa, centenas de lanternas aliens, Abin Sur sendo ferido mortalmente, e Hal Jordan agindo menos como babacão. Preparem-se para orgasmos nerds!

  7. Saudações!

    Depois de ouvir esse antiprograma fiquei feliz de saber que existem pessoas que pensam como eu, e que também não estão indo mais ao cinema regularmente por conta desse bando de puto que num tem simancol.

    Cara, eu vou ao cinema regularmente desde 1999, e até 2004 eu num perdia quase nenhuma estreia no cinema (isso pq até aquele ano só estudava), e claro, com o passar do tempo tive de priorizar a faculdade e trampo e por isso parei de ir toda semana no cinema…mas não sei dizer se eu não ligava muito naquela época para esse povo que ficava falando ou isso começou a aparecer de uns anos para cá…o fato é que de 2 anos para cá, eu vou ao cinema apenas se tiver algum filme que quero muito assistir, pois está insuportavel aqui no ABC (até mesmo em SP), para assistir alguma coisa…para eu ter sossego, posso até arriscar uma sessão durante o dia..mas ainda sim tem risco de aparecer algum idiota.

    De boa, se eu tivesse tempo eu faria uns folhetos informativos sobre “a importancia do silencio no cinema” e distribuiria nas filas ou portas de cinema para o publico, na intenção de concientizar o povo de que falar no cinema, atender celular e etc, é errado e não ao contrario.

    Esses PDP quase estragaram minha noite, no Shutter Island, Beowulf, Terminator 4 e Inimigos Publicos…só pra citar alguns…

    Como foi citado no programa, seria legal dar ideia a alguns programas de jornalismo para fazer materias sobre esse topico. Já pensou que legal se no CQC, fosse feita uma materia sobre pessoas mal educadas no cinema??? Eu ja to fazendo a minha parte e comentando com amigos e familiares, pessoalmente e na internet sobre esse tema…

    Pois do jeito que tá só vejo 2 formas: ou esse povinho muda o comportamento, ou eu paro de ir ao cinema antes que eu vá preso por agressão fisica e verbal.

    Abs.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s