Crítica: Transformers: A Vingança dos Derrotados

transformers2-empirefinalposter-full

Após relutar, por não saber se havia muito a ser dito sobre o filme, Benedito Nicolau compartilha sua opinião sobre ficar mais de duas horas numa sala escura acompanhado por Shia LaBeouf, Megan Fox, Michael Bay e uma legião de críticos nerds

por Benedito Nicolau

Tenho que ser sincero. Nunca fui fã de Tranformers. Acho que foi em 1985 ou 1986 que o desenho estreou na TV brasileira. Assisti a alguns episódios e, apesar de adorar  historias de robôs dando porrada uns nos outros, achei bem chato o desenho e o gibi também. Legal era quando caia nas mãos fitas piratas com desenhos do Macross ou Gundam. Esses desenhos, sim, são phodas! Não o tranformers.

(E vídeo pirata nunca vai acabar. Só muda de plataforma.)

Então, quando assisti ao primeiro filme, não estava nem aí pra série original. O único “pequeno” problema que a principio tinha visto era o Michael Bay. O diretor que, a cada piscada que você dá, perdem-se sequências inteiras – que não fazem a menor falta. Isso entre outros problemas. Mas acabei gostando do primeiro filme, achei divertido.

Quando fui assistir à sessão para imprensa do Transformers: A Vingança dos Derrotados (gostei do nome, a palavra “vingança” sempre soa legal) já tinha esquecido o primeiro filme e estava achando o Michael Bay uma zebra arrogante de marca maior. A má vontade estava grande, igualzinha à maioria dos críticos nerds ali presentes. Começa o filme. E lá vem pancadaria e corre-corre estilo Michael Bay. No mau sentido. Pensei: “Phodeu! Duas horas e tralálá disso”. Mas Odin é pai e eu também não esperava mesmo encontrar o sentido da vida no Transformers do senhor Bay.

E não é que a coisa melhorou e bastante? Pelo menos para mim. Acho que, devido ao sucesso do primeiro filme, os atores estavam com mais vontade, fora do ponto morto. Sucesso dá um ânimo… Digo isso excluindo o filho do Indiana, porque o garoto leva a coisa a sério desde o filme anterior. É bom ator e profissional.

O texto melhorou também para um filme dos Tranformers (não vá querendo ouvir diálogos do Woody Allen ali, por favor!). Buracos no roteiro? Tem de monte, mas eu pergunto: qual roteiro não tem buraco? Meia dúzia na historia do cinema, se muito. O roteiro à base de clichês funciona, ele conduz a historia rala perfeitamente. Visualmente é impecável, afinal esse é o forte do diretor. E até que ele se segurou na velocidade dos cortes. Não muito, mas segurou. As lutas dos robôs são bem coreografadas. O único problema é que, por eles serem parecidos, em alguns momentos não dá pra saber quem é quem. Mas a pancadaria é boa, eles se arrebentam sem piedade.

Agora, tenha certeza de uma coisa: o melhor do filme é a Megan Fox. Que talento! Sem falar nada, ela já emociona. Fiquei todo arrepiado. Todo. Em alguns momentos quase fui às lágrimas ao presenciar tanta aptidão para o cinema. E aqui deixo os meus parabéns ao diretor, ele a filma direitinho.

Entretanto, dando uma resumida – porque ficar escrevendo muito de um filme dos Tranformers também não leva a nada -: como diversão, sem pretensão, o filme funciona e muito. Basta deixar de lado seu preconceito com o Michael Bay, e não tentar esperar ver algo que revolucione o cinema de ação. Deixe isso pro James Cameron. Eu, que nunca dei nada pelos personagens e pelos desenhos (desculpem os fãs) me diverti bastante e, pelo o que vi da reação de um pessoal que estava lá e acho que eram funcionários da Hasbro do Brasil, eles também. Já os críticos nerds de plantão odiaram porque virou moda odiar o Michael Bay. Nem prestam mais atenção se o filme tem qualidades ou não. “Ah! É desse cara o filme? É ruim!”

Saíram xingando e enfurecidos. Parecia até que tinham sido enganados, que teria sido prometido a eles o sentido da vida em Tranformers: A Vingança dos Derrotados e não cumpriram a promessa. Ai, que dor. Eles esquecem que só Monty Python sabe o Sentido da Vida.

Seja feliz!

Nota 8

16 comentários sobre “Crítica: Transformers: A Vingança dos Derrotados

  1. “Eles esquecem que só Monty Python sabe o Sentido da Vida.”
    puttz, só você pra dar uma dessas XDDD.

    dava pra gravar no cinema só as cenas da Megan Fox e vender como filme dos transformers, o resto acho que ninguem ia sentir falta😄.

  2. Concordo! Só porque é Michael Bay os caras ficas ficam fusilando o coitado. Ainda bem que existe um diretor que pega uns trabalhos tão complicado quando Transformers… Eu como fã, agradeço ao Michael Bay.

  3. Acabei de voltar do cinema e saibam que o filme é bom como o primeiro, uma história tranquila, megan fox gostosa e linda como sempre e muita ação, muito mais ação.
    Esses criticos idiotas vão assitir o filmes esperando um novo “imperio contra ataca ou as duas torres”, mais na verdade acabam de frente com um matrix 2 ou piratas do caribe 2 que vendeu milhões e não são nada de mais, e transformers 2 é uma versão do 1º filme com mais ação e muitas lutas entre os robos.
    Quem gostou do 1º vai adorar o 2º.

  4. concordo!!! com vc Nicolau e com o Sanderson

    antes eu prestigiava muito o Omelete…
    mas depois da crítica deles sobre o filme
    e após uma espera angustiada (pois nao sabia se eles realmente tinham razão) minutos antes do filme começar.
    veio o alívio e a certeza de que não era como eles tinham escrito
    não sei vcs…
    mas hj digo q nao é o Michael Bay q eu estou odiando após assistir ao filme!

  5. O filme é muito bom, divertido, e os fãs, e colecionadores de Transformers (como eu)devem agradecer muito a Mrs Bay, ele ressuscitou a franquia, que estava empoeirada, amada por um bando de nerds velhos, barrigudos e mau humorados (aqueles que metem o pau no filme).

  6. Assisti hoje a tarde, e eu gostei do filme… os últimos 30 ou 40 minutos mais ou menos, porque os 100 minutos iniciais são muito ruim, ruim mesmo … minha opinião claro, dava pra assistir como um filme de comédia … e muitas cenas não teve continuidade, achei só legal quando todos foram para o egito, bem no final … aí ficou super legal … e o problema do filme também, eu vi esse comentário em algum lugar, mas não lembro onde,, é que ele quer criar a todo momento, aquele clima de ápice da história e ficava super chato. Eu assisti 2 filmes, um de 100 min. e outro de 30 minutos (+ou-).
    Eu particularmente não recomendo… recomendo comprar o ingresso, passear no shopping e entrar no final😄.

  7. filmão ehehehehe
    gostem ou não esta sendo e sera um grande sucesso,mas é filme para o povão,diversão para o filho o irmão pequeno,o pai a mãe e avó tambem hehehehe… e foi feito para isso! para a massa. o diretor não tinha pretenção de gradar criticos,queria atingir a massa e conseguiu.adorei e recomendo um otimo filme com ação,megan fox mais megan fox e ação heheheheh

  8. aff…

    pra quem nao tem senso ou auto-critica deve ser um bom filme mesmo…

    o primeiro é ate legalzim.. mas o segundo. putz… pra lá de ruim…

  9. Achei esse filme uma tremenda porcaria. Juram que vcs estão achando ele melhor que o primeiro??!! Só podem estar de brincadeira… Estava eu lá na sala do cinema, e da metade do filme em diante eu já passava a contar os minutos para essa bomba terminar. Horrível em todos os sentidos. Mais parecia uma comédia bem sem graça do Renato Aragão com uns robôs gigantes e uma gostosa (com certeza, a única coisa realmente BOA foi a Megan Fox, porque de resto…). Sem falar que foi o velho caso dos humanos demais e Transformers de muito menos. Toda a porcaria do filmeco foi centralizada nos personagens humanos deixando os Transformers em terceiro plano. Só não foi o pior filme do ano, porque uns idiotas lá da Fox soltarm aquele lixo do Wolverine antes.

  10. Venho lendo os gibis PREQUELs e também os MOVIE ADAPTATIONs que têm sido lançados de filme como STAR TREK, Terminator Salvation, TransFormers 2 e, recentemente, comecei a ler os de G.I.JOE: The Rise of Cobra.

    Só é possível dizer que todos esses filmes são feitos seguindo cartilhas muito parecidas e bastante previsíveis.

    Até mesmo o comentato filme HOMEM DE FERRO “seguiu cartilha” desse tipo, todos esses filmes usam basicamente: atores conhecidos, ritmo frenético, bastante humor, efeitos especiais caríssimos e vilões previsíveis que perdem feio no final.
    😳 …😆 …😥

  11. vcs críticos nao tem nada a fazer e so querem criticar oq os outros fazem….
    aposto q vcs nao teriam capacidade de fazer melhor….
    são um bando de revoltados e por isso criticam tanto….

  12. Filme rídiculo, um rôbo com bolas de ferro, um rôbo velho, uma estória que não tem haver com o primeiro filme (que foi ótimo), que descepção !!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s