Crítica: Batman – O Cavaleiro de Gotham (em áudio)

Confira a crítica do desenho animado Batman: O Cavaleiro de Gotham (Batman: Gotham Knight), que faz a ligação entre Batman Begins e Batman: O Cavaleiro das Trevas. Será que o estilo “anime” casou bem com o mundo do Homem-Morcego? Confira a opinião de Maurício Muniz, Alvaro Omine e Benedito Nicolau.

Batman: O Cavaleiro de Gotham ( Batman: Gotham Knight, 2008 )

Direção: Yasuhiro Aoki, Futoshi Higashide e outros

Roteiro: Greg Rucka, Brian Azzarello, David S. Goyer e outros

Elenco: Kevin Conroy, David McCallum, Corey Burton, Jason Marsden, Kevin Michael Richardson

CRÍTICA:

TRAILER:

9 comentários sobre “Crítica: Batman – O Cavaleiro de Gotham (em áudio)

  1. Ótima a crítica. Mas eu acho que vcs poderiam ter falando também sobre a trilha sonora do desenho.
    Mas, sem dúvida alguma, esse eu vou comprar assim que for lançado.

  2. Rafael Nunes Concorda com o Marcelo R. Brandão.

    Tb ja cons por meio q pref nao dizer (p2p)… mas ainda nao assisti devido um problema com o maravilhoso Windows Media Player…

  3. opa… deixei comentario na pagina errada…

    esse desenho foi duka, so nao gostei da versao “tuxedomask” do 3 segmento.

  4. Prezados,

    Batman fascina! Eu explico: tem um trauma de infância ( real, não é medinha de “bicho papão”, “homem do saco”(?????!!!!) ou “loira do banheiro”(?!); é patrão do seu melhor amigo ( amigos, amigos, negócios à parte); não tem super poderes. Em síntese, paga de riquinho chato para sustentar a sua vingança pessoal ( salvar o mundo é detalhe, a salvação que o Morcegão busca é a de sua alma, o bem estar coletivo é um bônus bem recebido.

    Com carinho e inúmeros votos de sucesso!!!

  5. Oi,
    gostei da critica,
    mas você poderia me informar onde que eu posso comprar o dvd duplo porque eu só estou achando
    o dvd simples.

  6. Uma bosta o desenho =)… o diretor conseguiu mostrar que não entende nada q o Bale tentou fazer. Se não houvesse o compromisso de fazer uma ponte entre os filmes eu seria menos severo.

    Bale deu enfoque na verossimilhança, não há inimigos monstruosos com raios lasers from hell e robôs misteriosos.A trama gira em torno de conspirações possíveis, corruptos, bombas, sequestros e terrorismo e não disco voadores.

    Em fim se alguém curte raios lasers from hell, monstros dentuços que torcem ferro e quebram paredes boa sorte.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s