Steven Spielberg: Diretor quase causa Incidente Internacional

spielberg.jpg

Em protesto ao massacre no Sudão, o diretor de Indiana Jones recusa cargo nas Olimpíadas de Pequim

Ricardo Melo

Um dos grandes nomes apontados pelo Comitê Organizador das Olimpíadas de Pequim-2008 (Bocog), o premiado cineasta norte-americano Steven Spielberg anunciou nesta quarta-feira que não aceitará o cargo de consultor artístico dos Jogos. Insatisfeito com o fornecimento de armas do governo chinês ao conflito de Darfur, no país africano do Sudão, o diretor foi convencido pela atriz Mia Farrow a abdicar do cargo, o que gerou
críticas da embaixada chinesa nos Estados Unidos.

O conflito entre militantes do governo e rebeldes na cidade sudonita já matou mais de 200 mil pessoas e deixou mais 2,5 milhões desabrigadas apenas nos últimos cinco anos. Spielberg, que dirigiu filmes contra massacres a minorias (como A Lista de Schindler, sobre o holocausto sofrido pelo povo judeu por parte do governo nazista durante a Segunda Guerra Mundial), achou incoerente a atitude da China em patrocinar o massacre e abriu mão do cargo.

– Enquanto a China tentava me convencer de que estavam trabalhando para pôr fim a uma terrível tragédia em Darfur, a dura realidade de sofrimento continuou a mesma – criticou Spielberg.

Já Farrow, embaixatriz da Organização das Nações Unidas (ONU), expressou a evidente contradição em que o país asiático se encontrava.

– Como Pequim pode receber os Jogos Olímpicos e apoiar um genocídio? – questionou.

Na terça-feira, Farrow e outros ativistas enviaram uma carta a Hu Jintao, presidente da China e que participa de um evento da ONU em Nova York, contra o massacre no Sudão. Mas a embaixada chinesa em Washington não poupou críticas a Spielberg.

– O caso de Dafur não é sequer uma preocupação internacional da China e nem foi causada pelo país. É completamente irresponsável, injusta e inexplicável que certas pessoas e organizações liguem o que acontece no Sudão às Olimpíadas – criticou a embaixada em nota oficial.

Do outro lado, o porta-foz do Movimento da Igualdade e da Justiça (JEM),
Ahmed Hussein Adam, apoiou a medida tomada por Spielberg:

– O que ele fez enviará uma mensagem a outros países e outros atletas, que não se
manifestaram sobre Dafur até agora. Estamos convidando países e atletas para
boicotar as Olimpíadas.

Um comentário sobre “Steven Spielberg: Diretor quase causa Incidente Internacional

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s