Crítica: “Cloverfield: Monstro” (em Áudio)

cloverfield-abre.jpg

O Antigravidade estréia sua primeira Crítica em Áudio com um dos filmes mais comentados e aguardados do ano! Confira a opinião do editor Maurício Muniz e dos convidados Benedito Nicolau e Gustavo Daher sobre Cloverfield: Monstro. Escute a crítica (desculpando os eventuais palavrões), assista o trailer legendado e divirta-se!

O FILME:

Estréia em 08 de fevereiro em todo o Brasil o filme Cloverfield: Monstro, sobre um monstro gigante que ataca Nova York exatamente na noite em que acontece a festa de despedida de Rob (Michael Stahl-David), o protagonista da história, que está prestes a mudar-se para o Japão. Após o ataque, Rob e seus amigos tentam fugir à destruição, enquanto o monstro continua destruindo tudo à sua frente, sem que o exército possa fazer muito. A produção é de J.J. Abrams (Lost, Alias) e a direção é de Matt Reeves (Felicity). Ainda no elenco: Mike Vogel, Lizzy Caplan, T.J. Miller e Oddete Yustman.

CRÍTICA (clique na janela abaixo):

AVISO: As opiniões de Benedito Nicolau sobre a pirataria cinematográfica não representam necessariamente a opinião do site Antigravidade!

TRAILER LEGENDADO (clique na janela abaixo):

anuncio-fa.jpg

9 comentários sobre “Crítica: “Cloverfield: Monstro” (em Áudio)

  1. Crítica altamente “Mega-Broxante”, não tenham dúvidas, depois de ouvir primeiramente as críticas e depois assistir ao trailer, perdi totalmente o tesão de ver essa película. Pelo trailer dá para perceber que o estilo Bruxa de Blair é uma total furada, o personagem demonstra mais dirigir um evento do que documentar como telespectador o que está acontecendo, por exemplo na parte do trailer em que as meninas estão olhando para trás dele com medo do que está acontecendo, e ele continua filmando a expressão delas e não o fato que ocasiona o medo. Muito chinfrim… Hithcock faria este filme muito melhor colocando a câmera na mão do monstro. he he he.

  2. Adorei o formato de crítica, achei bem irreverente e concordo que o filme é uma bomba em causa e conseqüência. Aliás, vou aderir à crítica de áudio para o meu site especializado em filmes de horror devir. Continuem o bom trabalho!

    Um abraço.

  3. O filme Cloverfield e muito ruim! Sem forcar, o pior que filme que assisti na minha vida….uma bosta mesmo! Por favor, nao assistam a esse trash do trash…
    Alem de ser filmado de uma “camera amadora” nao tem enredo, a historia nao tem sentido e muito menos um desfecho. Quando voce pensa que esta na metade do filme, que comecara a ficar um pouco menos entediante o filme repentinamente acaba. (dado a curta duracao do mesmo).
    Por favor, nao assistam!!!!!!Nao pode ter nada pior ja produzido na historia no cinema!!!!!(nao estou exagerando essa foi a mesma reacao dos expectadores que estavam na sessao do filme)

  4. o filme é um otimo exemplar do genero! filme de monstros gigantes que destroem cidades ja ta mais que saturado, mas com a modificação da tecnica cloverfield mostrou que o genero ainda mostra força. para que enredo? se o filme pretende mostrar o ponto de vista de quem nao tem nada a ver com o caso? ora, para que mostrar a origem do monstro, os motivos que o leva a fazer essas coisas, para que mostrar o monstro se a camera ta na mão de uma pessoa comum que nao sabe nem o que ta acontecendo a sua volta? acho que vcs estão muito acostumados com filmes mastigados que lhe explicam todos os detalhes tornando o telespectador onisciente com relação a trama. filme de mionstros gigantes ja é um absurdo por si só! qualquer tipo de explicação vai ser furada, então o negocio é mostrar o estrago que o bixo pode causar e a reação das pessoas comuns nesse momento, e nenhum outro filme mostrou isso tão bem quanto cloverfield.

  5. Eu sempre quis assistir um filme de monstro ou catástrofe em que somente é mostrado a visão de alguma vítima em que não tem nada a ver com a história e se torna o personagem principal, com os fatos contados a partir de sua visão. E este filme é perfeito, com o adicional de ser registrado como se fosse uma câmera amadora, sem muito tratamento de imagem, tremedeira, etc, dando a real impressão de ser de verdade ou alguém já viu uma reportagem com imagens de flagras com qualidade boa? E sobre ter motivo, história, enredo, etc, etc, não é para ter mesmo, e como as pessoas estão acostumadas a tudo mastigado, na sala onde assisti ao filme, pelo menos a metade foi embora xingando.. rsrs. Mas pelo menos teve alguma “históriazinha” com direito a herói e tudo: quem na vida real (por favor, ignorem o fato do absurdo de um ataque de monstro numa cidade, rsrs) teria voltado para buscar outra pessoa que disse estar debaixo de escombros do apartamento?, bem coisa de Hollywood mesmo.

  6. Renovador para um gênero saturado. E com a ótima vantagem de não explicar nada. Não sabemos de onde vem o monstro e os monstrinhos (que evocam vagamente as criaturas apavorantes da série Aliens), não sabemos por que aquilo está acontecendo, e a melhor frase para definir tudo brota da boca de um personagem tão perplexo quanto nós: “Parece um pesadelo”.
    O filme é muito inteligente e bem feito. E é verossímil que tenha aquele final, dado o postulado da fantasia: que é que poderia restar de uma tamanha devastação?

  7. “Cloverfield” não é um filme sobre o monstro, mas sobre a reação das pessoas em relação a uma catástrofe inesperada. Não há a necessidade de explicações: o que importa é o registro do pesadelo e nisso o filme é mais que satisfatório. “Cloverfield” é ainda uma visão irônica sobre o tempo em que vivemos, ou seja, a era da imagem. A cena em que a cabeça da Estátua da Liberdade despenca sobre os carros mostra isso: acontece e, logo, várias pessoas sacam os seus celulares e fotografam tudo. É uma pena que, para algumas pessoas de parca inteligência, o filme deveria ter final feliz e um personagem explicando tintim por tintim o que aconteceu na cidade. Bons filmes não precisam subestimar a inteligência de seus espectadores. Gostei muito do filme e o indico para quem procura um programa no mínimo instigante.

  8. Em muitos anos de vida ja assisti varios filmes, ja achei que tinha visto de tudo, mas este filme me surpreendeu, completamente sem nexo, e super mal gravado… Os personagens são imortais, o filme nao explica de onde veio, para onde foi, o que acontece com o monstro, ele surgi do nada, e pronto. Quando você acha que vai começar o filme, e filme simplesmente acaba, do nada, deixando o espectador na duvida sobre tudo. Que me desculpem vocês que gostaram, mas estam precisando assistir um pouco mais de cinema.

    “Se conselho fosse bom nao se dava, vendia”, mais uma coisa eu digo a vocês… PURA PERCA DE TEMPO, E DE PACIENCIA.

    BOA SORTE!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s