Greve dos Diretores em Hollywood: Um perigo que NÃO correremos

A categoria fecha acordo com os estúdios para evitar greve

Maurício Muniz

Quem estava com medo de que, seguindo o exemplo dos roteiristas, os atores e diretores de cinema e TV também pudessem entrar em greve – como vinham ameaçando – já pode ficar mais tranqüilo.

Após apenas 5 dias de negociações, o Directors Guild of America fechou um acordo bastante satisfatório com a Alliance of Motion Picture and TV Producers. Segundo os informes, os diretores receberam o direito a uma boa porcentagem dos lucros obtidos com as novas mídias – principalmente filmes e episódios de TV baixados pela internet e através de celulares -, numa proposta muita parecida àquela feita aos roteiristas, que a recusaram.

Os diretores tiveram uma aumento de 100% no que se refere ao download pago de episódios de séries de TV: agora ganham 7 centavos de dólar por cada episódio baixado. Já com relação ao download pago de filmes de cinema, os diretores ganharão 80% a mais do que ganhavam antes: 0,65 centavos por longa-metragem. A grande novidade é que o sindicato dos diretores também ganhou jurisdição sobre todo conteúdo cinematográfico ou televisivo produzido especialmente para a internet, dando-lhes controle sobre toda essa produção.

Segundo analistas, o acordo dos diretores com os estúdios piora a situação dos roteiristas em greve, que devem reavaliar suas exigências, que poderiam estar acima do parâmetro justo.

Agora resta ver se os atores, que também ameaçam uma greve para o meio do ano, vão fechar também um acordo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s